Monsenhor Jeremias Antônio

Nesta quarta-feira, 30, o papa Bento XVI nomeou bispo da diocese de Guanhães (MG) o monsenhor Jeremias Antônio de Jesus, do clero da diocese de Bragança Paulista.

O monsenhor Jeremias Antônio de Jesus nasceu aos 27 de maio de 1966, em Atibaia, na diocese de Bragança Paulista (SP). Depois de frequentar a escola primária na sua terra natal, estudou filosofia no seminário Bom Jesus, arquidiocese de Aparecida, e estudos teológicos no Instituto Teológico Pio XI, em São Paulo. Ele frequentou o Curso Internacional de reitores dos seminários na Pontifícia Athenaeum Regina Apostolorum, em Roma. Em 10 de Dezembro de 1993, foi ordenado sacerdote, incardinando-se ao clero da diocese de Bragança Paulista, onde ocupou os seguintes cargos: reitor do Seminário Diocesano Imaculada Conceição (1994-1995 e 1998-2005), administrador paroquial da paróquia São Sebastião (1996-1997). Desde 1999, monsenhor Jeremias é diretor da Escola de Teologia para Leigos, em Atibaia. Desde 2006,  pároco da paróquia Cristo Rei, em Atibaia e, desde 2007, ocupa o cargo de Vigário Forâneo de Atibaia.

Aos 17 de fevereiro de 2011, dom Emanuel Messias de Oliveira, então bispo diocesano de Guanhães, foi eleito bispo da diocese de Caratinga (MG). A partir dessa data, a diocese de Guanhães tornou-se sede vacante, sem o bispo diocesano. Desde que dom Emanuel tomou posse, aos 20 de maio de 2011, na igreja catedral São João Batista, em Caratinga (MG), dias depois o colégio de consultores da diocese de Guanhães elegeu padre Marcello Romano, na época pároco da paróquia Santo Antônio, em Peçanha (MG), administrador diocesano. Padre Marcello, hoje pároco da paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Conceição do Mato Dentro (MG), completou neste mês de maio 1 ano na administração da Diocese.

 


A Diocese

 

Criada em 24 de maio de 1985pela Bula Pontifícia "RECTE QUIDEM", do Papa João Paulo II, tendo seu território desmembrado da Arquidiocese de Diamantina e das Dioceses de Governador Valadares e Itabira-Fabriciano; a diocese de Guanhães foi instalada solenemente a 1º de maio de 1986, pelo então Exmo. e Revmo. Sr. Núncio Apostólico no Brasil, dom Carlo Furno, que no mesmo dia, deu posse ao primeiro bispo de Guanhães, dom Antônio Felippe da Cunha.

A diocese de Guanhães localiza-se na região leste de Minas Gerais, pertence à Província Eclesiástica de Diamantina e ao Regional Leste 2 da CNBB. Geograficamente, limita-se com as dioceses de Governador Valadares, Itabira-Fabriciano e Sete Lagoas, além da arquidiocese de Diamantina e da diocese de Teófilo Otoni, todas em Minas Gerais. Sua superfície é de 15.542, 3 km² e tem uma população de aproximadamente 263.472 habitantes, distribuídos em 30 municípios, dos quais 28 são paróquias.